Em nome do "politicamente correto", a escola vem se tornando refém de muitos de seus alunos. Já vi esse fato acontecer com a família: mães e pais que fazem todas as vontades dos rebentos para que os mesmos não chorem, esperneiem ou gritem. A ausência dos pais abre espaço para culpas que dão lugar à permissividade. Com a escola isso parece se repetir.
 
É claro que cada escola vai buscando o seu caminho e tem sua forma de lidar com os problemas. Inúmeras são as iniciativas que resultam em sucesso, mas não podemos deixar de perceber e admitir que em bom número a sala de aula está virando campo de batalha. É uma luta sem vencedores e que deixa sequelas profundas…continuo depois…Smiley surpreso